sábado, 22 de agosto de 2015

Para quem serve o Preenchimento Facial

Hoje em dia podemos contar com inúmeras técnicas de rejuvenescimento, que são capazes de prevenir ou reverter as marcas trazidas pelo tempo. Muitos destes procedimentos são suaves, mas superficiais ou quando mais intensos, acabam por ser muito invasivos.

Preenchimento Facial para Rugas             




Uma das alternativas para quem quer sumir com as rugas e cicatrizes, é o preenchimento facial. A técnica consiste no processo de injeção de substâncias orgânicas ou inorgânicas na pele, preenchendo os sulcos, fazendo com que a superfície cutânea ganhe mais uniformidade, ficando assim com um aspecto mais jovem.

Os componentes implantados na face, ainda são capazes de estimular a produção de colágeno. Dentre as substâncias usadas para o preenchimento facial, a que mais vem se destacando é o Ácido Hialurônico, que só perde para a Toxina Botulínica (botox) no quesito popularidade.

A vantagem do ácido é que ele é produzido pelo próprio corpo, neste caso, a possibilidade de que sejam apresentadas rejeições é mínima, quase inexistente.

Ele modela o contorno de onde for aplicado. A substância tem sua produção no organismo comprometida com os desgastes internos provocados pelo processo de envelhecimento.
Os resultados não são permanentes, podem durar até um ano, para que tenha que ser reaplicado. Isso pode ser considerada uma vantagem, já que os resultados podem ser comparados e melhorados a cada nova aplicação.

O preenchimento facial pode ser usado também com a intenção de aumentar o volume dos lábios. Os métodos permanentes, como o PMMA, que são microesferas de uma substância acrílica, podem ser utilizados também para redefinir o contorno facial, aumento do queixo, preenchimento e suavização das olheiras, preenchimento das mãos e orelhas e ainda para corrigir pequenas imperfeições do nariz.

O PMMA também não causa rejeição. O procedimento é seguro e não há a necessidade de internação.
Os preenchimentos faciais são atraentes por caracterizarem uma maneira simples e eficaz de manter o aspecto jovem da pele, sem a necessidade de apelar aos métodos mais invasivos.

Os cuidados devem ser observados apenas nas primeiras horas ou nos três primeiros dias que se seguem após o tratamento. Apesar de ser incomum a necessidade no público jovem, não existe contra-indicação quanto a sua aplicação.

O tratamento deve ser evitado por pessoas com doenças de pele aguda ou crônica, doenças auto-imunes e problemas de cicatrização. Pessoas com histórico de quelóide também devem ser avaliadas antes de se submeterem ao preenchimento.

Os resultados são muito satisfatórios, especialmente se levarmos em consideração o fato de que as substâncias injetadas ainda são capazes de estimular a produção de colágeno, o que deixa a pele mais firme e com um aspecto rejuvenescido.

O procedimento não provoca dor, dependendo do método porém, pode ser necessária uma anestesia local. O paciente poderá sentir apenas um desconforto, provocado pela substância injetada. É normal que a área tratada apresente um pouco de inchaço nos primeiros dias, mas o efeito logo cessa.

Para otimizar os resultados, você pode combinar mais de uma técnica de preenchimento facial, desde que as substâncias utilizadas em ambos os procedimentos sejam compatíveis. Para obter sucesso em seus tratamentos de beleza, mantenha um bom diálogo com o profissional responsável pelas aplicações.
Designer: ♥♥neusa http://neusatemplates.blogspot.com.br//